Pesquisar

VIANA – CIDADE MORTA

Este é o repositório de 5 anos de histórias de uma cidade que quis ser criativa

Categoria

Uncategorized

Romaria da Agonia

PhotoFunia-1431974276

PhotoFunia-1431973953

PhotoFunia-1431973881

PhotoFunia-1431973832

PhotoFunia-1431973658

Material de Apoio – Ge.tt

FOTOGRAFIA

Simple, beautiful & ad-free. Read the manifesto:

Ello.

DIA MUNDIAL DA FOTOGRAFIA

Num mundo completamente imagético como é o nosso hoje, a fotografia está presente em todos os momentos. Seja de câmaras comuns, digitais, de smartphones, a imagem tornou-se um elemento central nesse mundo mediatizado.

Mas se hoje a fotografia tem esse lugar de destaque, podendo ser alterada, transformada e manipulada, muito se deve aos inventores deste conceito.

Dois franceses merecem destaque nessa descoberta: Joseph Nicéphore Niépce e Jean Jacques Mandé Daguerre. Niépce foi o precursor, unindo elementos da química e da física, criou a héliographie em 1926. Nesse invento ele aliou o princípio da câmara obscura, empregada pelos artistas desde o século XVI, à característica fotossensível dos sais de prata. Após a morte de Niépce, Daguerre aperfeiçoou o invento, rebatizando-o como daguerreótipo.

Por essa época um francês radicado no Brasil, Hércules Florence, desenvolvia também experimentos que levariam ao mesmo resultado. Mas o advento da fotografia foi anunciado ao mundo oficialmente, em Paris, na Academia de Ciências da França, consagrando o Daguerreótipo, em 19 de agosto 1839.

De lá pra cá a fotografia evoluiu muito e foi a grande responsável por apresentar o mundo à humanidade. Mesmo com o surgimento de outras formas de exibição de imagens (cinema, televisão, computador) a fotografia continua sendo a única “capaz de captar a alma humana”. Ou, como diria Henri Cartier-Bresson, um dos maiores fotógrafos de todos os tempos “fotografar é captar o momento decisivo”.

Dropr: The easy online portfolio website.

http://photorealism.com/artists/

The Sound Of Nature in a Naked City

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑