Pesquisar

VIANA – CIDADE MORTA

Este é o repositório de 5 anos de histórias de uma cidade que quis ser criativa

Autor

Vianatech

ūüŹ∑ We are a leading portuguese brand on production of creative texts, audio books, multimedia contents and localization. Our mission is to gather people communicating despite their native languages and skills. ūüŹ∑ How can we help you: * create a content strategy that will help to keep your product top-of-mind * build socially contagious products using the latest insights from psychology and anthropology. ūüŹ∑ We are focused on helping entrepreneurs and startups grow their business, by expanding into new markets through tribes. Our work sits at the crossing between anthropology and psychology, as well as technology and people. ūüŹ∑ How can we help you: * setup and build a growth engine using growth hacking; * identify and expand your product into tribal markets; * identify and activate your brand advocates so that they share more about you.

Morreu o "Atl√Ęntida": Navio hasteou bandeira da Noruega e zarpou rumo √† Su√©cia

O navio Atl√Ęntida est√° definitivamente enterrado e hasteou hoje (1 de julho de 2015) a bandeira Noruega tal como foi avan√ßado pelo Blog de Viana h√° v√°rios meses em primeira m√£o. O porto de destino tamb√©m j√° √© conhecido e fica na Su√©cia.

Acompanhe a viagem do barco aqui.

Depois do projecto Viana Criativa: Mais um roubo flagrante de direitos de autor

Para memória futura, aqui fica o exemplo de como se rouba literalmente os direitos de autor de um logótipo criado pelo mesmo CRIATIVO que produziu o Viana Criativa! InsideCenter é aliás também nome criado pelo mesmo autor e está a ser usurpado sem pagamento de direitos por parte de quem o utiliza!

Autarca de Viana do Castelo usa dinheiro p√ļblico para criticar Cimeira Ib√©rica que defende Turismo transfronteiri√ßo

O presidente da C√Ęmara Municipal de Viana do Castelo acaba de confirmar que n√£o sabe a quantas anda quando quer usar a cr√≠tica pol√≠tica, num comunicado emitido por um Gabinete de Imprensa pago por todos os vianenses mas de que abusa para fazer propaganda, como no caso da reac√ß√£o √† recente Cimeira Ib√©rica.

Na reunião realizada em Baiona, os Chefes de Governo dos dois países acordaram finalmente para a necessidade de criação de um projecto de valorização conjunta do património cultural transfronteiriço apostando no turismo sustentável. Leia o comunicado aqui: http://viana.us/oamuo

No entanto, o autarca de Viana do Castelo amuou por n√£o lhe terem apoiado o dinheiro p√ļblico que gastou numa “peti√ß√£o” reclamando o fim do roaming quando a pr√≥pria da Comiss√£o Europeia, pela m√£o do portugu√™s Carlos Moedas, tem j√° em curso a directiva que ir√° num futuro pr√≥ximo acabar com tal “taxa” ao abrigo da Agenda Digital Europeia.

Como se n√£o bastasse, Jos√© Maria Costa usou mais dinheiro p√ļblico para emitir um comunicado onde diz que ¬ęa inutilidade desta Cimeira Ib√©rica¬Ľ foi ¬ępaga com dinheiros p√ļblicos dos contribuintes portugueses e espanh√≥is, depois de intensas reuni√Ķes e acaloradas decis√Ķes sobre o nada¬Ľ. Confira aqui:¬†http://viana.us/politicamenteabsurdo

Seria bom que o autarca come√ßasse a dar aulas de gastos de dinheiro p√ļblico a alguns parceiros de “coliga√ß√£o” no desenvolvimento econ√≥mico do concelho e na VianaFestas!

C√Ęmara de Viana esbanja 250 mil euros a contratar empresas privadas para a cultura e o turismo

Estratégias do município não resultam por que os políticos não prestam
A C√Ęmara Municipal de Viana do Castelo vai gastar mais 92 mil euros num designado “Plano de Dinamiza√ß√£o Tur√≠stica” contratando uma empresa para tal tarefa o que se traduz no reconhecimento de que quem dirige o pelouro da Cultura e Turismo e o presidente da autarquia n√£o sabem nada do assunto.

Como se isso n√£o bastasse, a autarquia entregou tamb√©m a uma empresa privada, por 38 mil euros, sem concurso p√ļblico, uma alegada presta√ß√£o de servi√ßos para apoio aos museus e mais 120 mil euros para apoio log√≠stico a eventos no Centro Cultural.¬†

C√Ęmara de Viana paga 10 mil euros a Joana Amendoeira para organizar festa do fado de r√°dio privada

Festa do Fado custou 17.700 euros aos cofres do município
A fadista K√°tia Guerreiro foi a cabe√ßa de cartaz da edi√ß√£o 2015 da Festa do Fado (uma ideia lan√ßada a partir de uma investiga√ß√£o acad√©mica realizada em 2008) alegadamente promovida pela R√°dio Alto Minho em parceria com a C√Ęmara Municipal de Viana do Castelo mas na verdade a autarquia pagou 10 mil euros a uma empresa privada gerida por Joana Amendoeira pela organiza√ß√£o e apenas em 2013 √© que pagou 7.700 √† empresa¬†R√ĀDIO ALTO MINHO – SOCIEDADE DE INFORMA√á√ÉO REGIONAL, LDA. por presta√ß√£o de servi√ßos n√£o especificados

O espetáculo aconteceu no dia 28 de março, no Centro Cultural de Viana do Castelo e contou ainda com a participação da própria Joana Amendoeira, Ana Sofia Varela e Rodrigo Costa Félix.
O site da C√Ęmara Municipal diz que ¬ęo concerto, mais um que a R√°dio Alto Minho dedica exclusivamente √† canc√£o nacional, elevada a Patrim√≥nio da Humanidade, teve ainda a participa√ß√£o especial de Marta Pereira da Costa, a primeira mulher a tocar profissionalmente a guitarra portuguesa no fado.¬Ľ
Mas o que parecia um apoio a uma empresa de Viana (a Rádio Alto Minho é uma empresa  privada, não é uma associação sem fins lucrativos) foi afinal um desastre de bilheteira que custou muito caro aos cofres do município.
A coisa at√© nem seria not√≠cia se n√£o se desse o caso de a mesma autarquia ter subsidiado, com muitos entraves √† mistura, 2 associa√ß√Ķes sem fins lucrativos apenas com 5 mil euros e n√£o ter fornecido sequer o apoio log√≠stico que presta todos os anos a uma festa que tem sempre o Fado de n√£o ter espectadores para cobrir as despesas do Centro Cultural.
Joana Amendoeira recebeu 10 mil euros para organizar a Festa do Fado em Viana do Castelo

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑