Estratégias do município não resultam por que os políticos não prestam
A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai gastar mais 92 mil euros num designado “Plano de Dinamização Turística” contratando uma empresa para tal tarefa o que se traduz no reconhecimento de que quem dirige o pelouro da Cultura e Turismo e o presidente da autarquia não sabem nada do assunto.

Como se isso não bastasse, a autarquia entregou também a uma empresa privada, por 38 mil euros, sem concurso público, uma alegada prestação de serviços para apoio aos museus e mais 120 mil euros para apoio logístico a eventos no Centro Cultural. 
Anúncios