Obrigado.

Passos Coelho tem uma Biografia intiulada “Somos o que escolhemos ser”. Pois bem, o primeiro-ministro tem de facto o que quis ser: um livro! Porque se as biografias são para pessoas de relevo que já morreram e cuja história pode inspirar gerações durante séculos, a de Passos Coelho parece inspirar o deputado do PSD Eduardo Teixeira, e os seus seguidores, porque com este político ninguém é o que escolhe ser mas o que ele faz para que outros não sejam quando lhe fazem frente.
A apresentação da biografia de Passos Coelho cai que nem uma luva no mais recente episódio do abandono de 2 vereadores do PSD da reunião da Câmara Municipal (o próprio do Eduardo não estava porque “escolheu” ser outra coisa nesse dia.
Alegaram os autarcas do PSD (porque apenas são PSD e não são sociais-democratas na verdadeira ideologia do termo) que a maioria socialista não especificou na ordem de trabalhos as “propostas do PSD” e que, nem os próprios dos vereadores laranjas especificaram na declaração de voto que produziram. Talvez por culpa dos Jornalistas “essa profissão ameaçada” que não fez o trabalho como deveria ser http://viana.us/jornaleiros e depois foram descobrir http://viana.us/politiqueiros que, afinal, as propostas são de arrepiar: mudar o dia das reuniões e exterminar o horto municipal para criar mais uma fonte de receitas para uma empresa de parques estacionamento.

Vai daí, o presidente da Câmara chamou-lhes “vidrinho de cheiro” mas falta saber quantos dos membros do executivo não têm “telhados de cristal”.
O próprio do Eduardo que “escolheu ser” um mau jogador de xadrez (tal como outros) usando peões para perseguir quem lhe aponta defeitos veio dizer ao “seu” Canal do Futebol Clube do Porto (apesar de ser benfiquista) que “a coerência do discurso é uma das máximas dos bons pensadores”.
OBRIGADO EDUARDO na parte que toca ao autor deste blog porque para ser membro do Rotary não é preciso organizar reuniões em Viana. Vai-se directamente à sede mundial! Assim o façam os outros e os seus peões das nicas…até quando falam em privatizações de empresas que ainda são a sustentabilidade do país.

Anúncios