José Maria Costa não reclama

Criado em 1998 pelo governo de António Guterres, o projecto Cidades Digitais tem sido sucessivamente renovado com financiamento comunitário e continua a ser gerido pelo antigo líder do PSD na Assembleia Municipal de Viana do Castelo, Francisco Jaime Quesado mas agora com outro nome.

Coadjuvado por um ilustre desconhecedor das redes sociais que se “especializou” na arte da twitagem, depois de criar o projecto weblog.com.pt e agora liderar o movimento de “geometria variável”, Jaime Quesado tinha por missão democratizar o acesso Wi-Fi e em Viana do Castelo as antenas para acesso gratuito estão instaladas mas nunca permitiram o da população e do PSD liderado por Eduardo Teixeira nunca se ouviu até hoje uma palavra sobre o assunto

Dizia-se que «o projecto Cidades e Regiões Digitais, financiado pelo POS_Conhecimento pretende desenvolver a Sociedade de Informação e do Conhecimento ao nível regional de forma a criar competências regionais aplicadas que criem valor económico para a região, aumentem a qualidade de vida dos seus cidadãos e promovam a competitividade das suas empresas e o seu desenvolvimento sustentado».

Os projectos Vale do Minho e Valimar Digital nunca foram mais do que simples debitadores de propaganda e a gestão das redes pagas por fundos comunitários que “alimentam” os fornecedores privados de TV Cabo e Internet está entregue a uma empresa minhota que detém também uma posição de destaque nos parques eólicos do Alto Minho.

Eis a cronologia:

1998 – 2000: Programa Cidades Digitais/POSI
2001 – 2005: Programa Cidades e Regiões Digitais
2005 – 2011: Programa Ligar Portugal
2014: Entidade de serviços partilhados do Estado

//pt.slideshare.net/slideshow/embed_code/key/dRtHxUX6U5yo48

Anúncios