O antigo directo do Museu Municipal de Viana do Castelo acusa o autor do livro “Os Forais de Viana” pago pela Câmara Municipal de Viana do Castelo aquando das comemorações dos 750 anos da atribuição do foral à localidade de “plágio flagrante”. O caso passou despercebido aos pseudo-jornalistas vianenses talvez porque este é também o historiador que mais tem criticado a origem vianense de Caramuru, elevado a herói municipal pelo reinado socialista que governa a autarquia. Mas António Matos Reis publicou há poucos meses o livro original e o suposto plágio.

Dada a natureza do assunto fica aqui o documento:

http://v.calameo.com/2.3/cviewer.swf?bkcode=0008399908bc3e4cca8c9&langid=pt

Anúncios