Segundo a notícia da Agência Lusa, o presidente da autarquia, José Maria Costa, justifica estes 5 dias de portas fechadas com a declaração de que “as festividades da Páscoa estão muito enraizadas na cultura do nosso concelho”, muito embora esta seja uma realidade transversal da todo o Minho e, mesmo tempo como cartaz a Semana Santa de Braga, mais nenhuma autarquia anunciou tal intenção. De igual modo, a notícia da Agência Lusa não dá conta de qualquer explicação para o facto de a mesma autarquia que não deu tolerância de ponto no Carnaval (uma tradição igualmente enraízada no Minho) ter agora concedido 5 dias de portas fechadas nos paços do concelho.

 

Anúncios