O Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, aproveitou a visita o Secretário de Estado do Ambiente à recente intervenção no cordão dunar da praia de Castelo de Neiva para reclamar novamente que sejam efectuadas as “necessárias definições da continuidade do projecto Polis Litoral Norte”.

Para o Presidente da Câmara, as acções previstas no âmbito do programa permitem o combate eficaz da erosão costeira e evita situações semelhantes às de Castelo de Neiva. Isto porque, e concretamente em Castelo de Neiva, estão previstas acções de protecção dunar e defesa costeira, a requalificação do Portinho de Pedra Alta, a remoção do tômbolo de areia, requalificação dos armazéns de aprestos dos pescadores e valorização ambiental do núcleo piscatório.


MVC30757

 

A intervenção prevista de defesa costeira é, segundo José Maria Costa, “essencial para não termos de efectuar novas intervenções de emergência e sobressaltos das populações ribeirinhas”, pelo que defende o fim da indefinição relativamente ao programa.

De sublinhar que a defesa costeira, a protecção da erosão das dunas e a mitigação de riscos da costa estiveram na origem da elaboração do Programa Polis Litoral Norte e os Municípios de Esposende, Caminha e Viana do Castelo elaboraram um estudo estratégico para uma intervenção coordenada e consistente ao longo dos quase sessenta quilómetros da costa litoral norte, tendo como base o Plano de Ordenamento da Orla Costeira, e propuseram ao Estado – Ministério do Ambiente – uma intervenção articulada para este território, o que veio a acontecer com a constituição da Sociedade Polis Litoral Norte.

Esta nova entidade veio, assim, proporcionar a realização de um conjunto de intervenções sistemáticas de protecção costeira e de valorização do litoral em três concelhos que dependem economicamente em grande parte do turismo de natureza e de praias.

“É assim urgente a continuidade deste Projecto de Intervenção no Litoral”, sublinhou José Maria Costa, lembrando que os objectivos são assegurar a protecção da defesa da zona costeira visando a prevenção de riscos; a preservação e requalificação dos valores naturais; a valorização e promoção dos valores naturais e culturais singulares do Litoral; a requalificação e revitalização dos núcleos urbanos marítimos; e a valorização e inovação das actividades económicas.

Anúncios