O “E-Ship 1”, o primeiro navio do mundo movido a energia eólica está atracado no porto comercial de Viana do Castelo sob a sigla da empresa alemã Enercon, um dos maiores fabricantes a nível mundial de turbinas eólicas e com duas fábricas em Viana.
Este é um cargueiro muito especial (começando logo pelo seu aspecto), pois é o primeiro no mundo movido por fonte híbrida (energia eólica e diesel). As quatro torres cilíndricas instaladas no convés, com vinte e sete metros de altura cada uma, captam a energia do vento para auxiliar a propulsão a diesel do navio.
O E-Ship 1 teve a sua viagem inaugural no dia 17 de Agosto de 2010 e veio a Viana do Castelo para carregar torres de aerogeradores, produzidas pelas unidades instaladas no concelho.
                                 
Trata-se de um navio de carga do tipo RoLo, utilizado para o transporte dos vários componentes das torres éolicas fabricadas pela Enercom, mas o grande destaque vai para os seus quatro rotores Flettner, de 27 metros por 4 metros de diâmetro que utilizando o chamado Magnus effect, fornecem 30 a 40% da energia necessária para a sua propulsão, diminuindo assim o consumo de combustivel e a emissão de gases nocivos para a atmosfera. Em 1920 esta tecnologia foi testada com sucesso pelo alemão Anton Flettner, mas acabou por perder importância face ao aparecimento e desenvolvimento dos motores diesel, na altura o Eng Flettner, construiu um navio de nome “Buckau” que possuía dois rotores verticais de 15 metros de altura por 3 de diâmetro, que tal como os do “E Ship 1” utilizam o chamado Magnus effect.
Este navio da Enercom tem 130 metros de comprimento, 22,5 metros de boca, 6 metros de calado e para a sua propulsão dispõe dos 4 rotores Flettner e de 2 motores 3.5 MW diesel, que lhe permite atingir uma velocidade de 17,5 nós aproveitando a energia do vento, no mar.
Anúncios