O arquitecto Jorge Teixeira foi o cabeça-de-lista pelo Alto Minho às legislativas de 5 de Junho.

Com 46 anos e docente, Jorge Teixeira voltou a encabeçar uma lista do Bloco de Esquerda, depois de ter sido candidato à câmara de Viana do Castelo e na altura foi incoerente com o sucedeu a seguir: “Partimos para esta batalha conscientes das dificuldades acrescidas pela tentativa óbvia de bipolarização da campanha. Mas também temos a ambição de conquistar um deputado para Viana do Castelo”.

“Queremos discutir temas locais, porque é para isso que somos eleitos, mas receio que a campanha fique dominada pelas questões financeiras e políticas que o país atravessa. Vamos fazer de tudo para que assim não seja”, disse ainda o então candidato.

De nada se viu sobre isto na campanha e o Bloco de Esquerda quase desapareceu do mapa eleitoral no Alto Minho, como no país.

Melhor será que o docente-arquitecto de Gaia agora se dedique a ensinar os seus alunos o que o desenvolvimento sustentável porque muitos vão para o Facebook dizer asneiras que ouvem nas cadeiras do curso onde o “setor” lecciona.

Anúncios