O projecto do Museu Virtual de Viana | Portal dos Vianenses tem como base um novo conceito: a arqueologia web. É um paradigma ainda pouco explorado mas que, cada vez mais, começa a ser necessário perante o “lixo” que diáriamente vai povoando a Internet. Como diria Jacques Le Geoff, é necessário separar as águas e retirar a poeira para vislumbrar os ensinamentos que a história nos traz para o futuro.
É neste âmbito que o projecto está em crescimento e obrigou já a uma reformulação parcial ao nível das distribuição de conteúdos e, em breve, surgiram espaços diversos porque, imagine-se, nomes como Viana do Castelo estão registados como domínios web privados e há quem peça por eles (sem os utilizar) qualquer coisa como 150 mil euros. De quem foi a culpa da má gestão da cidade (comprovada pelo estudo realizado em Abril de 2010) não interessa aos descritores do Museu (esse é um papel de quem nos visita) mas importa sobretudo lembrar que enquanto se repetirem os mesmos erros de nada servirá a Viana do Castelo ter uma nova imagem de marca porque quem por cá ainda vai teimosamente vivendo e partilhando (porque amar uma cidade é partilhar não é arrecadar nem arregimentar) é sistematicamente empurrado para uma periferia pobre e mal ordenada do ponto de vista urbanístico.
O conceito subjacente ao projecto será explicado mais tarde de forma conveniente mas cumpre fazer esta introdução agora que o Museu Virtual de Viana | o Portal de todos os Vianenses atingiu patamares de visitantes nunca alcançados até pelos mass media locais.
Obrigado pela visita!
Anúncios